Translate

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Cuidar do nosso planeta e educação.


                              Degradante

Como  pode  o ser  humano ; com suas próprias mãos fazer estas barbaridades.
Acabar  com sua própria  casa.
Não  contribuir para sua higiene.
Os manguesais berço  da reprodução,
De vários animais  aquáticos, que  serve  de alimentos  ao homem,  destruído por ele.  Estes são  responsáveis por isso.
Jogam degradam com sujeiras  falta de higiene, matéria indissolúvel.
O plástico  serve  para muito
, mas  mal aproveitado  matam e destrói  vidas.
Esses  produtos  levam 400 anos  para ser  destruído.
Lixo é  no lixo  porque  não  ter  esta consciência.
Nas ruas  mal vemos lixeiras, porque  não  cobrar  mais este  serviço  das autoridades, também de nós.
Os rios estão  soterrando destes resíduos.
Nos faltam  educação em conscientização para sermos mais  limpos  e educados,  isto  começa em casa,  cada um  fazer de sua  parte.
Em pouco tempo  nosso país será um amontoado  de lixos.
SEu mapa  provavelmente  mudará.
Quem  é  a culpa nos mesmo que  não  soubemos dar valor,  nesta beleza  que  Deus  nos deu e não  soubemos dar valor  a natureza.

Valborges

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Tragédias dos tempos.






Olhando  o mapa do planeta,
Vemos em vários  lugares  desastres
Ecológico.  Próprio da natureza.
Em milhares de anos  são  repetitivos
Esses  ações  direcionada ao planeta.
Encontra em estudos arqueológicos esses fenômenos,  no fundo do mar,
Descobertas fantásticas e cidades  submersas.
Em profundezas  da terra em escavações,  untecilios, múmias e outros e até cidades inteiras em cavernas extintas  pela natureza.
E hoje vemos  estes acontecimentos
Sóbrios e dolorosos a humanidades.
São  vulcões  voltando  a ser ativos,
Trazendo e escorrendo lavas de fogo.
DEstou indo cidades.  Tsunamis arrastando  o que  tem na terra, as margens  do mar.  Furacões  destruindo  tudo  não  ficando  pedra sobre  pedra,  e ranger de dentes. Terremotos a terra trezentos jogando tudo ao chão.  Será o fim do mundo  ou fenômeno  normal dos tempos.  Mas  somente  Deus  governa tudo.

Valborges.


Que mundo vamos deixar para nossas gerações.



Que  mundo é este que vamos deixar.
Será  que  nossa  geração  vai  gostar?
Um mundo só  de tecnologia;  Onde
Tudo  é material será que  é  essencial?
E a gentileza,  mandar  flores finesse.
E que  estamos construindo  foge deste padrão.  De vida normal.
Aqui  onde estou  já mais  de quatro meses  não  cai uma gota de água.
O céu  está limpo sem nuvens sem
Previsão  de chuva,  os frutos  da primavera e flores ; brotao  e cai.
O desmatamento está acelerado  em
Todo  país e região.
O fogo está tomando  conta sem proporção.  Destruído o que  resta  da vegetação  sofrida.
E a água escassez,  os rios e é racho
Seco  a terra  enrugada  com sequidão.
E o homem  com suas máquinas  cortando  o que  resta é enfraquece a terra. As matas raleando.
Os pássaros  já não tem mais habitar
Vem para centro urbano  a procura de alimentos.  Animais  selvagens  invadindo  as cidades e sendo eliminado pelo o homem.
Como será o futuro  de nossa geração?
Quando  olhar  para o céu  e não  mas Vera vertigens de chuva?
Muito triste  será.
Só restará a tecnologia  para alimentar.

Valborges

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

A vida muda o tempo passa.



O tempo é  rápida, a vida  é  curta.
Nascemos em piscar de olhos crescemos.
As flores  brotao  o jardim  floresce.
As matas enverdesse  os frutos  crescem
E tudo  a seu  tempo  passa.
Como  uma magia  a vida se torna  linda.  Tudo  parece  que  não  vai  acabar. Os sonhos  vão se realizando.
Tudo  a seu tempo  acontece.
O tempo é dono do tempo, e nesta passa.
Outra etapa da vida  recomeça ,
E os dias  passam como  um piscar.
Os anos  correm e nem nós  vemos.
Criança,  adolescência,  juventude.
O envelhecimento   chega,  e temos já história  a contar,  sorrir amar viver.
E o tempo estaria, aí  vemos o quanto  tempo  já foi, começa  as lembranças.
O corpo  começa a mudar, as marcas
Do tempo começa a aparecer , sorriso  a diminuir, mudamos o nosso  viver.  Para  melhor  não  sei,  só  sei
Com mais responsabilidade, maduras
Sabendo  mais a dar o passo seguro.
Mas a solidão  também  vem  no pacote.
Tornamos  mais românticas,  mas poeta
Já não  olhamos  muito  a matéria;  ficamos  espiritual.
Talvez  porque  já somos seletivas, só buscamos o que  realmente  queremos.
Ficamos mais calma, mas consciente do que  queremos,  talvez preparando para nosso  lar celestial.
Dia  menos dias chega nossa partida,  isto  é natural da vida.
Mas a algo  eu  vivencio;  Deus  em minha  vida  tudo  é.  Amor.

Valborges.



sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Os sonhos da estrada que segue. ..



Gosto de pegar uma estrada e seguir....
Ela nos trás a beleza que  podemos viver.
Estrada  nos mostra o que  há de vir,
Exageros de extravagância encontrar. .
E longa e sem  começo é nem fim.
Nela vem meus sonhos encontrar,
Onde não  sei,  vou apenas seguir;
A chuva  cai  lenta e cautelosa,  mudando  a paisagem com pingos,
Prateados caindo  fria e linda.
Os cantos de pássaros  soam ao longo.
As folhas sorri com verde azulado,
As flores com a chuva exala seu
Perfume embriagando os sentidos.
E a estrada se perde no horizonte.
Pensamentos vagueiam  na mente,
Viva e as vezes  surdas de prazer.
A estrada é  linda nos dá vida,
Nela sabemos que  seguimos em busca.
De que? Não  sei, vou seguindo.
Sonhos  vamos ter.
Uma igrejinha amarela surge a direita,
Nela os santos , as pessoas  que  chega
Estão  a caminho da estrada em busca
De suas fe.
A estrada  leva e trás o que  busca,
Como  se o tempo parasse  por momentos,  em busca da felicidade.
A estrada e seguir ou parar.

Valborges.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Muitas caras









Amo viajar em busca de conhecimentos e novos valores 

Flor cristal


O flor cristal; uma moça  do interior,
Mora em uma casa  simples ,
Mas com um  certo conforto.
Feita a poucos  metros do Rio.
Uma filha de grande  família.
São  dezesseis  irmãos pai e mãe.
Pai batalhador  da terra  e seus irmãos
Junto ao pai, irmãs  sonhadoras e tecedoras  e fiandeiras.
Flor cristal gosta mesmo é de  cantar.
Como um pássaro na grande mata do
Local,  sua voz linda soava  para
Todos como  uma pessoa que simples e alegre;  suas  roupas  sempre bem  imcrementada de cores fortes.
Mas parecia uma cigana  encantando
Sorrindo e dançando  Alegre e feliz.
O pessoal  ribeirinho conhecia está
Linda e formosa menina, pela voz .
Andava nas canoas  sorria a todas  que  passava e retribuía com sorrisos e acenos gritava sempre em voz alta em sua doce voar.
Um dia  chegando de seus passeios
Festivos  Onde ganhava pouco para cantar em festas.
Sua família  desesperada chorava ao fogo  que  alastrava em sua morada.
Desesperada  gritava e pedia a Deus
Que  socorresse e logo como  um passo,
De amor  e fogo se apagará,  deixando
Pouco  mas  o celeiro  que  armazenava
Alimentos  nada sofrerá.
Foi aí que  viu  a grandeza de Deus em tudo,  todos se prostava ao chão e chorava pelá misericórdia do pai.
Logo  tudo estava de novo em pé.
Uma família  unida e abençoada.
Ali bem do lado  erguerá uma ,
Capela para  suas  orações sempre agradecer.
Ao divino espírito  santo , e festas
Acontecia todo  ano e louvor  ao pai.
E sua voz de flor cristal a todos  envolvia.
Certo  dia  lá veio  de mais  longe,  um
Filho  muito  bom de fazendeiro
E ao olhar a linda moça  quase cigana
Seus olhos  se uniu, e o amor  aconteceu.
E logo  uma festa de um belo  casamento na igreja ali concretizou.
E feliz uma família começou mas  sua
Voz perfeita  agora desta linda senhora
A todos sempre  ouvia.

Valborges.